Preparar a pele para o Sol

Fartos do confinamento, a ver o Sol a começar a espreitar, o que queremos mesmo é, finalmente, apanhar um bocadinho de Sol.

De facto, o Sol é um elemento imprescindível para a nossa vida e sabemos que tem múltiplos benefícios na saúde da nossa pele e do nosso organismo, como a produção de vitamina D, além de funcionar como antidepressivo natural.

No entanto, pode ser também um grande inimigo, sendo responsável por queimaduras, fotoenvelhecimento, manchas, alergia, queratose actínica e cancro da pele.

Por isso, antes de começar a apanhar Sol ou a fazer passeios mais prolongados, deverá começar a preparar a sua pele para a exposição solar.

Preparar a pele para o Sol é um dos passos mais importantes para evitar queimaduras, alergias e para prevenir o fotoenvelhecimento, manchas, ou um bronzeado pouco duradouro.

A melanina é a substância que pigmenta a nossa pele e que nos protege, naturalmente, contra os efeitos nocivos do sol. Podemos estimulá-la, através de uma alimentação rica em B-carotenos e Licopenos (alimentos de cor vermelha, como o tomate ou morangos, cor de laranja, como a cenoura ou as nectarinas, e com folhas verde escuras, como as couves), ou a ajuda de suplementos alimentares contendo estes nutrientes e outras substâncias com ação antioxidante que protegem a nossa pele. Também podemos utilizar cosméticos que estimulam a tirosina, enzima responsável pela melanogénese ou produção da melanina.

Não se esqueça de fazer uma esfoliação regularmente (uma a duas vezes por semana), para eliminar as células mortas e aplicar, diariamente, um produto hidratante (pode utilizar cosméticos que estimulam a tirosina, enzima responsável pela produção da melanina). Além disso, ingerir diariamente entre 1,5L a 2L de água, ajudá-la-á a manter a hidratação da pele e consequentemente, torná-la mais bonita e preparada para qualquer agressão externa.

Um cuidado que costuma ser esquecido quando chega a hora de apanhar Sol está relacionado com a depilação. Certifique-se que faz a depilação, pelo menos 24 horas antes da exposição solar, pois nesse período a pele vai estar mais sensível, havendo maior risco de desenvolvimento de eritemas, queimaduras ou alergias.

Na hora de se expor ao Sol, para além do uso de vestuário e chapéu, é muito importante a aplicação de um protetor solar, que deve ser aplicado sempre que saímos à rua, sendo que, nesta altura, em que a nossa pele está mais sensível, torna-se completamente indispensável. Para além de evitar queimaduras, o protetor solar é o seu maior aliado para evitar o envelhecimento precoce da pele, o desenvolvimento de rugas, bem como prevenir o aparecimento de manchas.

Por isso, neste desconfinamento, regresse à “normalidade” com cautela, seguindo as medidas de proteção e segurança, e aproveite o Sol, com moderação.

Share this post

Comments (0)

No comments at this moment